O ATO PÚBLICO

 

Durante o ato público do 34º Encontro Nacional dos Estudantes de Pedagogia, Ricardo Dantas, atual Secretário de Educação do Estado de Pernambuco, recusou-se receber todos e todas estudantes presentes no protesto. Saímos com o compromisso de denunciar esse fato como parte do descaso do poder público com os trabalhadores em educação e com as escolas públicas, como também divulgar amplamente a carta que ficou protocolada na secretaria que contém algumas das pautas de reivindicações dos estudantes de pedagogia de todo país. Segue a carta:



Recife, agosto de 2013.
Carta Aberta a Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco

 

Nós, estudantes do curso de Pedagogia e de pós-graduação em Educação de todo o país, reunidas/os no 34º Encontro Nacional de Estudantes de Pedagogia que tem como tema: “Educação Padrão FIFA (?!) os desafios para o movimento estudantil”, manifestamos nosso apoio à luta dos professores, estudantes, pais, funcionários e do todo o povo da cidade de Recife e do estado de Pernambuco “Por uma educação pública, gratuita e de qualidade e pela valorização dos trabalhadores em educação”. 
Neste sentido, nos somamos às justas reivindicações do povo pernambucano pelo direito de estudar e aprender de seus filhos e filhas, apresentando a pauta de reivindicações e nossas bandeiras de luta debatidas por mais de mil e quinhentos estudantes de diversos estados de todas as regiões do país, tais como: Pará, Sergipe, Rio de Janeiro, Rondônia, Acre, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Alagoas, Santa Catarina, Sergipe, Manaus, Espírito Santo, Maranhão, Ceará, Bahia, Goiânia.

Pauta de reivindicações/bandeiras de luta:
- Por mais autonomia e liberdade para estudantes e professores nas escolas;
- Pelo direito ao exercício da Lei do Grêmio Livre nas Escolas;
- Pelo fim dos assédios morais a professores e professoras;
- Melhoria de acessibilidade nas escolas;
- Pela estatização do transporte público; 
- Contra a criminalização dos movimentos populares, inclusive das ações “black blocs” nas manifestações, liberdade para todos os presos políticos e fim de todos os processos contra manifestantes; 
- Contra a regulamentação da profissão do pedagogo(a) e pela regulamentação do trabalho;
- Em defesa da greve geral para barrar a precarização do trabalho docente.

Sem mais, 
MEPe – Movimento Estudantil de Pedagogia/Plenária do 34º ENEPe/ExNEPe – Executiva Nacional dos Estudantes de Pedagogia.



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!